Dicas antes de fazer exercício físico intenso

Há alguns dias os ofrecíamos nestas mesmas linhas, uma série de dicas que deveremos ter em conta na hora de realizar exercício físico. Os nós discutimos uma série de diretrizes que devem ser seguidas para evitar que esta prática tão saudável se torne algo contraproducente para a nossa saúde. E é que a prática de exercício físico de forma regular e uma dieta equilibrada são os dois pilares básicos para gozar de um bom estado de saúde e se proteger contra um grande número de doenças. Realizar, pelo menos, 30 minutos de exercício físico por dia nos reporta um elevado número de benefícios para a nossa saúde: ajuda-nos a manter a forma e evitar problemas de excesso de peso, permite regular os níveis de estresse e ansiedade, fortalecer e tonificar os músculos, melhorar a coordenação motora e, em termos gerais, manter um melhor estado de saúde geral. No entanto, o ideal antes de fazer qualquer tipo de exercício é recorrer ao nosso médico ou um especialista em medicina esportiva, que é quem melhor pode nos aconselhar sobre o tipo de exercício ou esporte que mais nos convém, por nossas condições, idade, saúde e estado de forma. Se o que vamos fazer é um exercício intenso, haverá que ter ainda mais cuidado e seguir uma série de recomendações para que não sofram nenhum tipo de acidente, especialmente do tipo vascular, já que neste tipo de exercício, o risco é mais elevado do que com a prática de exercício físico moderado. Quando uma pessoa quer se preparar para fazer um esforço intenso, como pode ser uma maratona há que ter em conta se é uma pessoa que é a primeira vez que realiza um exercício deste tipo, ou se leva anos realizando está prática. Em ambos os casos, há que tentar evitar qualquer problema de saúde. Há que conhecer os fatores de risco dessas pessoas: hipertensão, diabetes, sobrepeso ou colesterol. Qualquer pessoa que tenha algum desses fatores não deve realizar nenhum tipo de exercício intenso. Se você é uma pessoa que parte do zero, antes deve se submeter a um teste de esforço, um exame físico e um estudo dos citados fatores de risco. Além disso, antes de executar um exercício intenso, exige previamente uma preparação física de 2 a 6 meses. Também é importante na hora de organizar os treinamentos que se faça um resumo e uma análise completa. Se a pessoa já fez exercício físico intenso e, portanto, já foi submetido aos testes anteriores, que também pode-se realizar um estudo da capacidade funcional aeróbica no momento atual, com o objetivo de melhorar ou corrigir alguns aspectos concretos e incorretos de sua formação. Se se tiverem em conta todas estas recomendações, você poderá ter bastantes garantias de que você pode realizar este exercício intenso, sem que implique um risco importante para a saúde. Dito isto, há que ter em conta que o exercício físico intenso implica sempre algum perigo, por isso é mais recomendável sempre o exercício moderado, já que não tem tantos riscos como os esforços intensos.