Como mudar os hábitos alimentares e controlar a fome - 3 dicas para tornar a transição mais fácil

A alimentação é uma das partes mais importantes para fazer o emagrecimento acontecer de verdade. Entretanto, regular a fome e os hábitos alimentares tende a não ser algo lá muito simples de se fazer. Portanto, para te ajudar nessa tarefa é ideal que você consiga também aprender a controlar um pouco de suas ações com alguns tratamentos, técnicas e práticas já testadas e aprovadas. 

1 - Usar Cromofina como inibidor de apetite natural

Para te ajudar a controlar a compulsão alimentar a aquela vontade de comer um doce somente 15 minutos depois de você ter acabado de almoçar um monte de comida use a Cromofina. Esse inibidor natural de apetite é rico em fibras que te ajudarão a manter saciado por mais fome e te controlará a vontade de comer emocional, aquela que é fruta da ansiedade e não do estômago.  

Além disso a cromofina emagrecedor também tem funções termogênicas que poderão te ajudar ainda mais a acelerar o metabolismo e conseguir uma forma ainda mais rápida de perder peso de forma saudável. 

Também vale a pena conferir técnicas naturais de controlar o apetite. 


2 - Técnica de alimentação consciente

A alimentação consciente é uma prática em que as pessoas prestam atenção a como e onde comem comida. Esta prática pode permitir às pessoas desfrutar dos alimentos que comem e manter um peso saudável.

Como a maioria das pessoas levam vidas ocupadas, muitas vezes tendem a comer rapidamente em fuga, no carro, trabalhando em suas secretárias, e assistindo TV. Como resultado, muitas pessoas mal estão cientes da comida que estão comendo.

As técnicas para a alimentação consciente incluem::

Sentar-se para comer, de preferência em uma mesa: preste atenção à comida e desfrutar da experiência.

Evitar distrações ao comer: não ligue a TV, ou um laptop ou telefone.

Comer lentamente: leve tempo para mastigar e saborear a comida. Esta técnica ajuda com a perda de peso, uma vez que dá tempo suficiente ao cérebro de uma pessoa para reconhecer os sinais de que eles estão cheios, o que pode ajudar a evitar comer demais.

Fazer escolhas de alimentos consideradas: escolha alimentos que estão cheios de nutrientes nutritivos e aqueles que irão satisfazer por horas em vez de minutos.

A dieta ocidental é cada vez mais elevada em açúcares adicionados, o que tem ligações definidas com a obesidade, mesmo quando o açúcar ocorre em bebidas e não em alimentos.

 3 - Trocar carboidratos simples por complexos

Carboidratos refinados são alimentos fortemente processados que já não contêm fibras e outros nutrientes. Estes incluem arroz branco, pão e massa.

Estes alimentos são rápidos a digerir, e eles se convertem rapidamente em glicose.

O excesso de glicose entra no sangue e provoca a hormona insulina, que promove a armazenagem de gordura no tecido adiposo. Isto contribui para o aumento de peso.

Sempre que possível, as pessoas devem trocar alimentos processados e açucarados por opções mais saudáveis. Os bons swaps de alimentos incluem:

  • arroz integral, pão e massa em vez das versões brancas
  • frutas, nozes e sementes em vez de lanches de alto açúcar
  • chás de ervas e água com infusão de fruta em vez de refrigerantes de alto açúcar
  • batidos com água ou leite em vez de sumo de fruta
Com essas dicas deve ficar mais fácil buscar a sua jornada de mudança de rotina alimentar. Boa sorte!