Benefícios dos alimentos germinados

As sementes germinadas são ricas em nutrientes e ajudam a recuperar os nutrientes perdidos, com a germinação, a semente desbloqueia o revestimento protetor e aumenta os nutrientes biodisponíveis nos alimentos. A germinação ativa as enzimas, pelo que se aumentam as vitaminas, minerais e outros nutrientes, neutralizando os anti-nutrientes, tais como o ácido fítico, que impedem a absorção de nutrientes. Quando as sementes brotam, obtém-se os seguintes benefícios: – Desativa os anti-nutrientes, como o ácido fítico, que impedem a absorção de uma nutrição suficiente, o ácido fítico adere com minerais, como o ferro, o zinco, o magnésio e o cálcio, que roubam nutrientes vitais. – São mais nutritivas, já que aumentam vitaminas disponíveis, minerais e outros nutrientes, aumenta a disponibilidade de vitaminas, minerais, como o cálcio, ferro, magnésio e potássio, e os níveis de aminoácidos ou proteínas. – Aumentam os antioxidantes para combater os radicais livres, especialmente vitaminas C e E. – Têm níveis muito elevados de ácidos graxos Ômega-3, que reduzem os efeitos da artrite e oferecem outros benefícios para as pessoas que sofrem de osteoartrite. – Evitar o desconforto gástrico e reduzem o gás intestinal, já que os botões activam as enzimas alimentares para reduzir a necessidade do corpo por produzir suas próprias enzimas e, ao fazê-lo, reduzem o gás intestinal, aliviando o estresse no pâncreas. – Promovem o crescimento de bactérias boas, que ajudam a manter as vias do aparelho digestivo limpos e saudáveis, especialmente a linhaça é uma excelente fonte de probióticos, de origem natural. – Aumentam a fibra solúvel e reduzem a fibra insolúvel para ajudar a eliminar as toxinas do corpo com mais eficiência. Quando a fibra solúvel flui através das artérias, elimina o colesterol. – Fornecem menos calorias "vazias", para manter o organismo em condições ideais. – São baixas em glúten e têm níveis baixos de glicose, o que o torna ideal para pessoas com problemas de açúcar no sangue e diabetes. – Desactivam as aflatoxinas, que são as responsáveis por causar cancro. Fonte Imagem thinkstock.