A tecnologia do Plasma Rico em Factores de Crescimento revoluciona a cirurgia, ortopedia e medicina do esporte

O BTI Biotechnology Institute apresentou o primeiro livro sobre a técnica medicina regenerativa que mudará o futuro do esporte e ortopedia. Eduardo Anitua, fundador e diretor Científico do BTI Biotechnology Institute, juntamente com Mikel Sánchez, traumatólogo e diretor da Unidade de Cirurgia. da Clínica USP Vitoria, em colaboração com o Comité Olímpico Espanhol (COE), foram os encarregados de apresentar a primeira obra que reúne todos os conhecimentos desenvolvidos durante mais de 15 anos de pesquisa e prática clínica com Plasma Rico em Factores de Crescimento(PRGF-Endoret), com especial ênfase para os revolucionários avanços em medicina esportiva e ortopedia. Este livro traz um novo enfoque biológico da cirurgia, ortopedia e medicina do esporte. Na apresentação do livro, que contou ainda com a presença de Alejandro Blanco, Presidente do COE, e Theresa Zabell, Vice-presidente do COE, ambos autores de dois prólogos da obra, os prestigiados médicos e pesquisadores espanhóis têm dado a conhecer todos os segredos dessa técnica, que está destinada a se tornar um dos grandes marcos na medicina regenerativa, a nível mundial. Ao longo de suas 352 páginas, este livro revela os resultados de uma investigação dinâmica e traslacional, que vai do laboratório para a clínica, para voltar novamente ao laboratório. Além disso, tem um marcado caráter multidisciplinar, já que contou com a participação de vários especialistas em clínica, além de um amplo conjunto de investigadores pré-clínicos. Fruto da grande acolhida que a tecnologia PRGF-Endoret já teve entre atletas de elite de todo o mundo, que têm apostado por ela para encurtar seus processos de recuperação após processos cirúrgicos ou lesões, a capa do livro tem estado inteiramente dedicada a eles. Assim, atletas como Rafael Nadal ou Fernando Llorente deixaram sua marca no livro, incluindo uma declaração sobre sua percepção e experiência com essa tecnologia. Mas, o que é essa nova tecnologia ? Desenvolvida e patenteada por Eduardo Anitua e BTI Biotechnology Institute, favorece a regeneração e reparação dos tecidos. Através da aplicação do plasma rico em factores de crescimento se consegue imitar e acelerar em até 40% os mecanismos fisiológicos de reparação que se põem em marcha espontaneamente em todos os tecidos após uma lesão. Com esta técnica se consegue regenerar o tecido destruído ou danificado por um tecido novo, de forma natural, mas em muito menos tempo do que com os tratamentos tradicionais e sem efeitos colaterais. Atualmente, milhares de pacientes foram tratados com sucesso com essa técnica. Seus benefícios podem ser verificados em várias áreas da medicina como no tratamento da osteoartrite de joelho, lesões oculares, úlceras diabéticas, medicina estética, entre outros. Sem dúvida, estamos diante de uma revolução no campo da medicina regenerativa que dará muito que falar nos próximos anos. Não apenas mudará o futuro do esporte e da ortopedia, mas que terá muitos outros aplicativos para o tratamento de uma grande diversidade de patologias.